sexta-feira, 1 de maio de 2020

Patrimônio Abril 2020 ( R$ 9744,45 ; + 14,73%)

Faala pessoal tudo certo?

Tivemos um mês positivo na bolsa apesar da continuidade das quarentenas e do desaquecimento da economia. Estava alcançando os 10 k nesse mês mas, infelizmente, o Sérgio Moro resolveu sair do governo e acabou com a minha graça, ficou pra maio mesmo. Essa saída se deu de forma bem estranha e colocou em cheque o governo Bolsonaro, ocasionando grande queda de popularidade, brigas dentro do espectro da direita e alguns pedidos de impeachment. 

Esses pedidos estão forçando o governo a se alinhar com o chamado centrão no congresso para manter uma base grande na câmara e evitar o processo. Algumas promessas de campanha estão sendo descumpridas como por exemplo a não troca de cargos na política, vulgo toma lá da cá, tão criticado pelo presidente (FUNASA e BNDE por exemplo).

Bom, vamos avaliar ainda o que vai acontecer no cenário político. Muita água vai rolar por baixo da ponte e a única certeza que eu tenho é que tudo isso atrapalha e muito a vida de nós investidores.  

TREINOS

Permaneço treinando pelo menos 5 vezes por semana e saio pra correr mais ou menos 3 vezes por semana numa pracinha aqui perto. O peso não tenho a menor idéia mas estou com a impressão de que estou emagrecendo, provavelmente perdendo músculo e gordura junto.  

INVESTIMENTOS

Esse mês eu tive um pequeno contratempo e o aporte, que seria de R$ 1000, como tem sido de costume, foi de R$767,00. É pra isso que a gente tem reserva de emergência né.

Outro coisa, a partir do mês que vem irei aportar mais em renda fixa ao invés de renda variável. Essa crise me fez pensar que eu tenho sido muito doidão em não priorizar ter a minha reserva de emergência montada como devia.

Como meus gastos básicos são cerca de R$ 2.500,00 por mês quero ter 1 ano de gastos garantidos pela reserva de emergência. A composição final será R$ 20.000 no Tesouro Selic e R$ 10.000 na Poupança. Quando chegar nesse patamar irei aportar única e exclusivamente em renda variável.

Caso os meus gastos mensais aumentem, naturalmente eu irei aumentar esse valor de 30 k na RE.


RENDA FIXA

Aporte de R$ 167,00 na poupança, totalizando 770,84 nessa modalidade e 2011,64 no Tesouro Selic, ambos como Reserva de Emergência.


AÇÕES

Nesse mês, conforme a estratégia de diversificação extrema que eu sigo, comprei  31 ações da empresa IRB3 no valor de R$ 323,22. Da mesma forma que eu disse no outro post essa empresa sofreu na cotação por alguns problemas de governança mas, NA MINHA OPINIÃO, a cotação não acompanha os fundamentos dela, que apresenta excelentes números.

Para o próximo mês ainda estou em dúvida, mas acho que vai ser mais algum banco ou ainda uma empresa de saneamento.


FIIs


Comprei 2 cotas de FIIs de shopping para aproveitar os bons preços. Uma de XPML11 e uma de VISC11 totalizando 778,2 no primeiro e 307,97 no segundo. 

Para o próximo mês estou com a idéia de incluir o GGRC11.

EVOLUÇÃO PATRIMONIAL


Mesmo com a saída do Moro o patrimônio voltou a crescer. Rentabilidade de 5,23% calculada usando a planilha do AdP. 

No ranking de patrimônio de março permaneço na penúltima colocação. Segue o link:



DISTRIBUIÇÃO

    



Nesse momento a carteira tem 26,17 % em renda fixa (Poupança + TD) e 49,95 % em ações e 23,88 % em FIIs.


RENDA PASSIVA




Com a ausência e/ou queda nos rendimentos dos FIIs a renda passiva ficou bem fraquinha totalizando apenas 11,55, mas ainda assim vai crescendo aos poucos.

Bom, acho que por hoje é só isso.

Espero que as notícias se aclamem e a bolsa continue na sua tendência de ascensão.

Grande abraço e bons investimentos a todos!!

"É devagar, é devagar, é devagar é devagar devagarinho."

10 comentários:

  1. Olá LFP, sou 100% renda variável, eu tento criar uma reserva de emergência mas é dureza ter dinheiro na renda fixa nessa crise, mas sei que é preciso...

    Me adc no seu blogroll também. E dá uma passadinha lá. Abraço LFP.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 100 % Renda variável é meio tenso. A idéia da renda fixa não é rentabilizar mas sim ter um dinheiro pra quando der merda não ser pego de calça curta.
      Vou passar no seu blog sim. Abraaço

      Excluir
    2. Opa!! Achei mais um 100% renda váriavel ahahah

      Excluir
  2. Tá quase nos 100k em. Será que chega agora em maio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É 10k. Eu que quando pouco romper a barreira dos 10k foi muito foda devido a falta de hábito de poupar e investir e tal. Romper a barreira dos 20k já foi menos sofrido, dividendos mesmo que pouco já vai ajudando. Vou romper a barreira dos 30k em breve, vai ficando cada vez mais fácil. Abraço

      Excluir
    2. Fala EI, é só multiplicar tudo por 10 que eu chego lá kkkk. Em maio chego nos 10 k sim, a não ser que não aporte em nada ou a bolsa caia demais.
      De fato IM, esse começo é dificil pq a gente ainda está criando o hábito de poupar e investir todo mês. Depois o carro começa a andar sozinho.
      Abraaço

      Excluir
  3. Realmente, é um erro aportar em ações, antes que aportar em uma reserva de emergência.

    Segundo o Bastter, quando você coloca todo seu capital na renda variável, isso faz com que você entre em pânico e venda no fundo. Por isso a importância da diversificação.

    No mais, você está no caminho, vivendo abaixo de suas possibilidades e aportando os milzinho mensais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Peão! Então, eu não tenho essa necessidade de conforto psicológico. Acredito que consiga ver o patrimônio cair sem ter a necessidade de vender. Até hj, na minha longa carreira de investidor(rs) não vendi nada mesmo sabendo que estou "perdendo dinheiro" em todas as ações e fundos que comprei com exceção de WEGE.
      Quanto à RE vc está certíssimo, esse é o ponto que eu tenho vacilado e por isso a partir de maio vou mudar meus aportes e colocar 600 em renda fixa e 400 em ações e FIIs. Vou manter isso até ter a RE completa, para então poder aportar apenas em renda variável.
      Grande abraaço!!

      Excluir
  4. Fala LF, cara, acho que você "comemorar" subidas agora é meio que ir na contramão. Você iniciou agora e a melhor coisa que pode acontecer pra você é o mercado ficar em baixa ou de lado por uns 2 ou 3 anos até você acumular bem em renda variável. É chato o que está acontecendo no mundo e com o Brasil, mas eu "gostei" da queda da bolsa por causa do Moro que é basicamente quando eu compro. Eu quero a bolsa de lado por uns 3 ou 5 anos ainda hahaha.

    Vou te adicionar no meu blogroll.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala EI! Tudo bem? Entendo o seu ponto. Realmente, matematicamente falando com certeza seria legal que a bolsa caísse ou andasse de lado por mais tempo que isso. Mas mesmo assim, gera um conforto psicológico ver o dinheiro crescendo. Se a bolsa cai mais, mais notícias do fim do mundo aparecem e mais nervoso a gente fica.

      abraaço

      Excluir

Patrimônio Junho 2020 ( R$ 11065,05 ; - 2,68%)

Faala pessoal. Tudo bem com vocês?  Como vocês podem ver o patrimônio caiu por causa de um problema de saúde emergencial que eu tive, o...